28 de Janeiro - São Pedro Nolasco, Confessor


Pedro Nolasco viveu  de 1189-1256. Com São Raymond de Peñafort ele  fundou a Ordem dos Mercedarianos, uma comunidade religiosa que enviava resgate para os cristãos prisioneiros nas mãos dos sarracenos e mouros. Detalhes de sua vida são incertos mas ele provavelmente é natural de Languedoc, França. Após tomar parte nas cruzadas contra os hereges Albigensianos no sul da França, ele tornou-se o tutor do Rei James I de Aragon (1213-1276) e radicou-se em Barcelona.

Diz a tradição que em e resposta a uma visão (também experimentada por São Raymond de Peñhafort  e pelo Rei James) Pedro decidiu  fundar uma congregação religiosa dedicada a resgatar escravos cristãos dos mouros.

A visão foi  de Nossa Senhora das Mercês e disse-lhe: - "Deus quer que estabeleça uma Congregação Religiosa para o resgate dos cativos". Pedro não era um homem crédulo e por isso consultou o seu confessor São Raimundo de Penaforte, um dos mais notáveis teólogos de sua época. Qual não foi a surpresa de Pedro Nolasco ao saber que o Santo Doutor tivera o mesmo sonho e recebera ordem de animar os seus desígnios. Foram os dois pedir o apoio de D. Jaime I de Aragão e ficaram assombrados quando o piedoso monarca lhes anunciou que tivera o mesmo sonho e recebera a mesma ordem.

Daí tornou-se amigo de São Raymond de  Peñhafort e em 1218 com o apoio de James I, eles fundaram a Ordem dos Mercedários (em homenagem a Nossa Senhora das Mêrces). passaram a enviar membros para tentar resgatar presos cristãos. Com a aprovação da Ordem pelo bispo  Benrengarius de Barcelona e mais tarde pelo Papa Gregório IX em 1235 passaram a enviar membros para tentar resgatar presos cristãos e a angariar jóias, ouro e moedas para trocarem pelos presos e devotos para trocarem pelos escravos.

Alem dos três votos necessários a um religioso, os “mercedários” tinham ainda o quarto voto que era o de se trocar por um outro escravo preso, se fosse o caso. A não ser isto, as regras eram as mesmas da Ordem de Santo Agostinho.

 Pedro ficou preso por uns tempos na Argélia para servir como cativo no lugar de outro cristão e é notório que durante a sua jornada  para Granada e Valência  ele  conseguiu  libertar das prisões  mouras cerca de 400 cristãos cativos. Aposentado-se em 1249 devido a sua saúde ele foi substituído como Prior da Ordem por William de Bars. Ele foi canonizado em 1628 pelo Papa Urbano VIII. Diz ainda a tradição que ele teria tido uma visão de São Pedro, o apóstolo crucificado de cabeça para baixo.

Na arte litúrgica São Pedro de Nolasco é apresentado como um velho homem com o habito branco de Mercedário, com as armas de Aragon no peito, segurando um sino com a imagem da Virgem 2) com o rei vendo um grande sino com  a imagem da virgem 3)com a virgem dando a ele o escapulário 4) segurando uma corrente com vários escravos 5)  com a visão do céu  dado a ele por um anjo 6) tendo a visão de  São Pedro crucificado de cabeça para baixo.

Sua festa é celebrada no dia 28 de janeiro. 

Comentários