Tríduo em honra de São Sebastião - 3º Dia do Tríduo – São Sebastião merecedor da coroa incorruptível por sua vitória em Cristo (Segunda 19 de Janeiro)





São Sebastião, que veneramos e invocamos neste tríduo, foi, como todos nós, escolhido por Deus para a graça do batismo a serviço da igreja. Ele teve uma vocação particular a qual Deus o chamou, e desempenhou, na Igreja de Roma, um ministério de leigo. Recebeu de Deus excelentes carismas ou dons, para testemunhar a fé, praticar a caridade e padecer o martírio. Sem uma vocação ou dom especial de Deus, ele não poderia ter cumprido os deveres cristãos unidos às funções de militar, e ser coroado, enfim, com a grande graça de derramar o sangue por Jesus Cristo. Todos nós, cada um a seu modo e em seu lugar, fomos também chamados por Deus, primeiramente para o batismo, e depois para testemunhar na Igreja a vida de cristão. Todos recebemos do Espírito Santo dons e carismas, que são nossas qualidades sublimadas pela graça. Temos, certamente, funções ou ministérios na Igreja. Uns como pai de família, outros como jovens, cada um no seu ramo profissional. Nossa grande vocação é a vocação cristã, e nosso serviço à Igreja é o testemunho e a dedicação em qualquer lugar que estivermos. Nesse sentido, podemos e devemos, todos, ver em São Sebastião um exemplar de vida cristã. Os santos canonizados pela Igreja e entre eles São Sebastião nos são apresentados como modelos que devemos imitar, e não somente admirar. Roguemos ao Espírito Santo, ao final desta novena, sejamos capazes de divulgar nosso cristianismo na vida profissional que exercemos, como São Sebastião o fez.

Sinal da Cruz:

P.\ Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Rogai por nós, glorioso São Sebastião,
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
  
      Ato Penitencial

P.\ Irmãos, reconheçamo-nos como pecadores e peçamos perdão pelos nossos pecados.
  
Senhor tende Piedade de nós 
Senhor tende Piedade de nós 
Senhor tende Piedade de nós
Cristo tende Piedade de nós
Cristo tende piedade de nós
Cristo tende Piedade de nós
Senhor tende piedade de nós
Senhor tende Piedade de nós
Senhor tende piedade de nós

P.\ Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. Amém.

LEITURA I – 2 Ap 7, 9-17

«Estes são os que vieram da grande tribulação»

Leitura do Apocalipse de São João

Eu, João, vi uma multidão imensa, que ninguém podia contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas. Estavam de pé, diante do trono e na presença do Cordeiro, vestidos com túnicas brancas e de palmas na mão. E clamavam em alta voz: «A salvação ao nosso Deus, que está sentado no trono, e ao Cordeiro». Todos os Anjos formavam círculo em volta do trono, dos Anciãos e dos quatro Seres Vivos. Prostraram-se diante do trono, de rosto por terra, e adoraram a Deus, dizendo: «Amém! A bênção e a glória, a sabedoria e a ação de graças, a honra, o poder e a força ao nosso Deus, pelos séculos dos séculos. Amém!». Um dos Anciãos tomou a palavra e disse-me: «Esses que estão vestidos de túnicas brancas, quem são e de onde vieram?». Eu respondi-lhe: «Meu Senhor, vós é que o sabeis». Ele disse-me: «São os que vieram da grande tribulação, os que lavaram as túnicas e as branquearam no sangue do Cordeiro. Por isso estão diante do trono de Deus, servindo-O dia e noite no seu templo. Aquele que está sentado no trono abrigá-los-á na sua tenda. Nunca mais terão fome nem sede, nem o sol ou o vento ardente cairão sobre eles. O Cordeiro, que está no meio do trono, será o seu pastor e os conduzirá às fontes da água viva. E Deus enxugará todas as lágrimas dos seus olhos».

Ladainha de São Sebastião

Senhor, tende piedade nós.
Senhor, tende piedade nós.
Cristo, tende piedade de nós.
Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.
Cristo, ouvi-nos.
Cristo, ouvi-nos.
Cristo, atendei-nos.
Cristo, atendei-nos.
Deus Pai do céu,
Tende piedade de nós.
Deus Filho Redentor do mundo,
Deus Espírito Santo,
Santíssima Trindade, que sois um só Deus,
Santa Maria, Rainha dos Mártires,
Rogai por nós.
São Sebastião, Intrépido Capitão de Jesus Cristo,
Valente Defensor da Santa Igreja,
Fiel imitador dos Apóstolos,
Coluna Inabalável do Evangelho,
Invencível atleta da fé Católica,
Morada do Espírito Santo,
Farol da Santa doutrina cristã,
Estrela radiante de sabedoria e humildade,
Protetor contra as Guerras,
Radiante luzeiro de Justiça e caridade,
Guardião perpétuo da Juventude,
Defensor poderoso contra a fome e as epidemias,
Escudo vitorioso contra os ataques do Inferno,
Esmagador invicto dos inimigos da Fé,
Patrono e modelo dos militares,
Socorro imediato contra as doenças e as calamidades,
Restaurador da Paz entre os Homens,
Consolação e Esperança dos prisioneiros,
Profeta e Vítima do amor de Jesus Cristo,
Guerreiro defensor de vossos devotos,
Advogado dos desesperados e dos pecadores,
Querubim abrasado de zelo pela glória de Deus,
Porta Estandarte da Cruz,
Servo e mensageiro da Santíssima Trindade,
Príncipe dos mártires militares,
Auxilio urgente e eficaz em nossas necessidades,
São Sebastião, cujo corpo foi dolorosamente transpassado por setas,
São Sebastião, que fostes cruelmente humilhado e açoitado,
São Sebastião, que sofrestes um duplo e heroico martírio,
São Sebastião, que tudo renunciastes para ganhar a Cristo,
São Sebastião, manso como um cordeiro levado ao sacrifício,
São Sebastião, confortado pelos anjos em vosso martírio,
São Sebastião, coroado de Incomparável glória no céu,
São Sebastião, admirável Padroeiro do Rio de Janeiro,
São Sebastião, intercessor nosso junto ao trono do Altíssimo,
São Sebastião, cuja memória durará por todo os séculos,
São Sebastião, honra e glória da Igreja triunfante.
Cordeiro de Deus que tirais os pecados do mundo,
Perdoai-nos Senhor.
Cordeiro de Deus que tirais os pecados do mundo,
Ouvi-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus que tirais os pecados do mundo,
Tende piedade de nós.

Rogai por nós, glorioso São Sebastião,
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

OREMOS: Deus onipotente e misericordioso, destes a São Sebastião superar as torturas do martírio. Concedei que, celebrando o dia do seu triunfo, passemos invictos por entre as ciladas do inimigo, graças à vossa proteção. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Oração: Senhor, em encerrar esta novena em honra ao glorioso mártir São Sebastião, pedimo-nos o mesmo espírito que o fez tão forte, tão leal, tão dedicado. Infundi, Senhor, em todos nós os dons do Espírito Santo. Fazei-nos descobrir em nós os carismas que nos destes, para colocá-los a serviço de nossa comunidade. Enfim, Senhor, dai-nos, pela intercessão de São Sebastião, sermos perseverantes no cumprimento de nossos deveres cristãos até a morte. Por Cristo nosso senhor, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Pai-nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai. 

P.\ Bendigamos ao Senhor. Demos graças a Deus. 

São Sebastião rogai por nós ! 

Fonte: Novena de São Sebastião - Editora Santuário - Dom Antonio Afonso de Miranda, SDN - Bispo de Taubaté - 2000 A. D.

Comentários