Tríduo em honra de São Sebastião - 1º Dia do Tríduo – São Sebastião exemplo de fé inabalável em Jesus Cristo. (Sábado 17 de Janeiro de 2015)



Ao iniciarmos hoje os festejos deste glorioso Santo, coloque-nos diante dele como um exemplo vivíssimo de fé. Ele foi cristão nos tempos do Imperador Diocleciano em Roma. Viveu em tempos de perseguição. Muitos foram presos, degredados e mortos, em Roma, por causa de Jesus Cristo. Naqueles tempos não era fácil ser cristão. São Sebastião era Capitão da Guarda do Imperador. Mesmo conhecendo melhor que todos o risco que ia correr, pediu para ser admitido como cristão. Passou pelo catecumenato, foi instruído sobre os compromissos de fé, e recebeu, conscientemente o batismo. Hoje não corremos risco por sermos cristãos. Entretanto, muita gente renegava a fé do seu batismo. Muitas vezes passa até para outras religiões ou frequenta a feitiçaria. Peçamos a Deus, pela intercessão do glorioso São Sebastião, que nossa fé seja robustecida. Que tenhamos coragem de professa-la em todas as circunstâncias e de jamais renega-la por nenhum motivo.

Sinal da Cruz:

P.\ Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Rogai por nós, glorioso São Sebastião,
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
  
      Ato Penitencial

P.\ Irmãos, reconheçamo-nos como pecadores e peçamos perdão pelos nossos pecados.
  
Senhor tende Piedade de nós 
Senhor tende Piedade de nós 
Senhor tende Piedade de nós
Cristo tende Piedade de nós
Cristo tende piedade de nós
Cristo tende Piedade de nós
Senhor tende piedade de nós
Senhor tende Piedade de nós
Senhor tende piedade de nós

P.\ Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. Amém.

LEITURA  – 1 2 Cr 24, 18-22

«Zacarias, a quem matastes entre o templo e o altar» (Mt 23, 25)

Leitura do Segundo Livro das Crónicas

Naqueles dias, Joás, rei de Judá, e os chefes do reino abandonaram o templo do Senhor, Deus de seus pais, e prestaram culto aos postes sagrados e aos ídolos. Por causa dessa infidelidade, a ira divina inflamou-se contra Judá e Jerusalém. O Senhor enviou-lhes profetas, a fim de os fazer voltar para Si. Os profetas fizeram-lhes as suas advertências, mas eles não quiseram escutá-los. Então o espírito de Deus veio sobre Zacarias, filho do sacerdote Joiadá. Zacarias apresentou-se diante do povo e disse-lhe: «Assim fala Deus: Por que razão transgredis os mandamentos do Senhor, atraindo a desgraça sobre vós? Uma vez que abandonastes o Senhor, também Ele vai abandonar-vos». Conspiraram então contra o profeta e apedrejaram-no por ordem do rei, no átrio do templo do Senhor. Assim o rei Joás, esquecendo a dedicação de Joiadá, pai de Zacarias, deu a morte ao profeta. Zacarias disse, ao morrer: «O Senhor veja isto e faça justiça». Palavra do Senhor. Graças a Deus.

Oração: Ó glorioso Santo, que fostes tão corajoso em viver como cristão num meio tão adverso à fé; alcançai-nos de Deus, por Jesus Cristo, a graça de uma ardente fé, corajosa e destemida nas adversidades e que possamos, unidos a Cristo pela graça, dar testemunho daquilo que professamos em nosso batismo. Por Cristo nosso senhor, na unidade do Espírito Santo. Amém.


Pai-nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai. 

P.\ Bendigamos ao Senhor. Demos graças a Deus. 

São Sebastião rogai por nós ! 


Fonte: Novena de São Sebastião - Editora Santuário - Dom Antonio Afonso de Miranda, SDN - Bispo de Taubaté - 2000 A. D.

Comentários

Felipe Marques disse…
Muito prezados irmãos,
Salve Maria!
Parabéns pelo site. Peço-vos que publiquem o link de cada nova postagem na pagina do nosso blog no facebook.
Uma abraço.
Felipe Marques Pereira
Blog, ieamleaoxiii.blogspot.com