quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Novena das Almas - 8º Dia



Umas das doutrinas heréticas mais divulgadas e defendidas pela mídia, é a Reencarnação das almas. Doutrina pagã que se expande de forma devastadora no nosso país católico. A doutrina de Cristo é clara contra a reencarnação, como veremos nas passagens a seguir: "Então o Reino dos céus será semelhante a dez virgens, que saíram com suas lâmpadas ao encontro do esposo. Cinco dentre elas eram tolas e cinco, prudentes. Tomando suas lâmpadas, as tolas não levaram óleo consigo. As prudentes, todavia, levaram de reserva vasos de óleo junto com as lâmpadas. Tardando o esposo, cochilaram todas e adormeceram. No meio da noite, porém, ouviu-se um clamor: Eis o esposo ide-lhe ao encontro. E as virgens levantaram-se todas e prepararam suas lâmpadas. As tolas disseram às prudentes: Dai-nos de vosso óleo, porque nossas lâmpadas se estão apagando. As prudentes responderam: Não temos o suficiente para nós e para vós; é preferível irdes aos vendedores, a fim de o comprardes para vós. Ora, enquanto foram comprar, veio o esposo. As que estavam preparadas entraram com ele para a sala das bodas e foi fechada a porta. Mais tarde, chegaram também as outras e diziam: Senhor, senhor, abre-nos! Mas ele respondeu: Em verdade vos digo: não vos conheço! Vigiai, pois, porque não sabeis nem o dia nem a hora" (Mateus 25,1-13). Nesta parábola das Virgens prudentes, Nosso Senhor afirma que haverá a penas uma única chance para as almas e que se elas não forem prudentes, terão que arcar com as conseqüências de suas irresponsabilidades: "Vigiai, pois, porque não sabeis nem o dia nem a hora".

Em outra passagem: "Havia um homem rico que se vestia de púrpura e linho finíssimo, e que todos os dias se banqueteava e se regalava. Havia também um mendigo, por nome Lázaro, todo coberto de chagas, que estava deitado à porta do rico. Ele avidamente desejava matar a fome com as migalhas que caíam da mesa do rico... Até os cães iam lamber-lhe as chagas. Ora, aconteceu morrer o mendigo e ser levado pelos anjos ao seio de Abraão. Morreu também o rico e foi sepultado. E estando ele nos tormentos do inferno, levantou os olhos e viu, ao longe, Abraão e Lázaro no seu seio. Gritou, então: - Pai Abraão, compadece-te de mim e manda Lázaro que molhe em água a ponta de seu dedo, a fim de me refrescar a língua, pois sou cruelmente atormentado nestas chamas. 

Abraão, porém, replicou: - Filho, lembra-te de que recebeste teus bens em vida, mas Lázaro, males; por isso ele agora aqui é consolado, mas tu estás em tormento. Além de tudo, há entre nós e vós um grande abismo, de maneira que, os que querem passar daqui para vós, não o podem, nem os de lá passar para cá. O rico disse: - Rogo-te então, pai, que mandes Lázaro à casa de meu pai, pois tenho cinco irmãos, para lhes testemunhar, que não aconteça virem também eles parar neste lugar de tormentos. Abraão respondeu: - Eles lá têm Moisés e os profetas; ouçam-nos! O rico replicou: - Não, pai Abraão; mas se for a eles algum dos mortos, arrepender-se-ão. Abraão respondeu-lhe: - Se não ouvirem a Moisés e aos profetas, tampouco se deixarão convencer, ainda que ressuscite algum dos mortos" (Lucas 16,19-31). Note-se que nesta parábola, Nosso Senhor, afirma claramente que após a morte se dá o julgamento e que aos bons é destinado o Céu e aos maus o inferno, e os que se encontram nos tormentos do inferno, nada podem fazer pelos que estão vivos e nem tampouco ter uma segunda chance.

Além de Cristo Nossos Senhor negar a Reencarnação, vemos o apóstolo Paulo dizer: "Como está determinado que os homens morram uma só vez, e logo em seguida vem o juízo"(Hebreus 9,27). É, portanto infundada a reencarnação, defendida por pagãos da antiguidade e pregada ainda hoje por seguidores do espiritismo. Cruel, é afirmar que pessoas que hoje vivem no sofrimento ou são portadoras de doenças graves, que assim o são por terem tido uma vida anterior de más condutas, e assim justificando seu castigo. Ora, que justiça é essa divina em que o réu não sabe a causa de sua condenação?

É justo pensar que tal ideia cruel tenha nascido das castas mais altas da sociedade querendo defender seus pertences e dos seus descendentes, impedindo quem se encontra em casta inferior possa delas usufruir. Também é por certo que muitos que são bem sucedidos defendam tal heresia.

Oração: Ó meu Senhor Jesus Cristo, eu vos adoro vindo a juízo, chamando os justos ao paraíso, e condenando os pecadores; eu vos rogo pela vossa dolorosa paixão nos livre das penas eternas, e por elas nos leve a bem-aventurança. Amém.

Pai-Nosso; Ave-maria; Glória-ao-Pai...


Para a Intercessão de São Gregório Papa:


Ó meu Senhor e Deus, Jesus Cristo, que admiravelmente revelastes o mistério de vossa Santíssima Paixão ao vosso bem-aventurado servo São Gregório: peço-vos que a este miserável pecador concedais alcançar aquela perfeita remissão de pecados, que o mesmo vosso venerável pontífice, com abundante autoridade apostólica, liberalmente concedeu a todos que verdadeiramente se arrependessem e meditassem o progresso de vossa admirável paixão. Que vives e reinas por todos os séculos dos séculos. Amém.


Estas orações de São Gregório e Pai-nossos e Ave-marias que tenho rezado, ofereço-vos aos sagrados merecimentos da paixão e morte de meu Senhor, a quem peço mas que receba em desconto e satisfação de minhas culpas e pecados, confirmando o que São Gregório e outros pontífices tem concedido a quem as rezar diante da imagem do mesmo Senhor: e de tudo quanto ganho e minha vontade que Deus Nosso Senhor aplique o que for servido para tirar do purgatório a alma que seja mais que minha obrigação de seu santo serviço, bem e glória. Amém.

Nenhum comentário: