quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Dia nacional de Ação de graças - Última Quinta-feira depois de Pentecostes


Hoje é o dia nacional de ação de graças no Brasil. Todo o dia é dia de rendermos graças ao Senhor Onipotente criador do Céu e da Terra, mas o dia de hoje foi criado de forma a recordar esta nossa obrigação para com Deus Nosso Senhor. Render graças é reconhecer que tudo e todos tem sua origem em uma única pessoa. Devemos hoje render graças por mais um ano que está preste a findar e por outro que se aproxima. Nesta última quinta-feira depois de Pentecostes, devemos olhar para o Céu e render graças por toda nossa existência e pelos bens que Deus nos tem proporcionado.



Hoje é um dia de reflexão em que ao reconhecermos que os bens são provenientes de Deus, também devemos reconhecer que os males são causados pela desordem originária do pecado. Os males da sociedade, e que também são nossos, são provenientes da miséria humana, fruto do egoísmo que impele que outros possam ter acesso aos bens que Deus nos concede. Rendamos graças a Deus e peçamos também para que nosso coração se torne semelhante ao coração generoso de Deus, que faz o bem sem olhar a quem e que faz brilhar o Sol para os justos e para os maus.


TE DEUM
Te Deum laudamus: te Dominum confitemur.
Te æternum Patrem omnis terra veneratur.
Tibi omnes Angeli, tibi Cæli, et universæ Potestates: Tibi Cherubim et Seraphim incessabili voce proclamant: Sanctus, Sanctus, Sanctus Dominus Deus Sabaoth.
Pleni sunt cæli et terra majestatis gloriæ tuæ.
Te gloriosus Apostolorum chorus, Te Prophetarum laudabilis numerus, Te Martyrum candidatus laudat exercitus.
Te per orbem terrarum sancta confitetur Ecclesia, Patrem immensæ majestatis: Venerandum tuum verum et unicum Filium: Sanctum quoque Paraclitum Spiritum. Tu Rex gloriæ, Christe.
Tu Patris sempiternus es Filius, Tu, ad liberandum suscepturus hominem, non horruisti Virginis uterum.
Tu, devicto mortis aculeo, aperuisti credentibus regna cælorum. Tu ad dexteram, Dei sedes, in gloria Patris. Iudex crederis esse venturus.
(Ao versículo seguinte, todos se inclinam) Te ergo quæsumus, tuis famulis subveni, quos pretioso sanguine redemisti.
Æterna fac cum Sanctis tuis in gloria munerari.
Salvum fac populum tuum, Domine, et benedic hereditati tuæ.
Et rege eos, et extolle illos usque in æternum.
Per singulos dies benedicimus te; Et laudamus Nomen tuum in sæculum, et in sæculum sæculi.
Dignare, Domine, die isto sine peccato nos custodire.
Miserere nostri domine, miserere nostri.
Fiat misericordia tua, Domine, super nos, quemadmodum speravimus in te.
In te, Domine, speravi: non confundar in æternum.
V. Benedicamus Patrem, et Filium, cum Sancto Spiritu.
R. Laudemus, et superexaltemus eum in sæcula.
V. Benedictus es, Domine, in firmamento cæli.
R. Et laudabilis, et gloriosus, et superexaltatus in sæcula.
V. Domine, exaudis orationem meam.
R. Et clamor meus ad te veniat.
V. Dominus vobiscum.
R. Et cum spiritu tuo.
Oremus.
Deus, cujus misericordiæ non est numerus, et bonitatis infinitus est thesaurus: + piissimæ maiestati tuæ pro collatis donis gratias agimus, tuam semper clementiam exorantes; * ut, qui petentibus postulata concedis, eosdem non deserens, ad præmia futura disponas. Per Christum Dominum nostrum.
R. Amen.

Nenhum comentário: