Liturgia católica: Termpo do Advento

Qual o motivo de ser quatro domingos?

Como vimos, no início da Igreja, o tempo do advento variou muito, entre três até mesmo seis domingos. Com o passar do tempo, a Igreja aperfeiçoou este período consagrando-lhe quatro domingos. Os quatro domingos foram definidos em comparação ao período bíblico de 4 mil anos, em que a humanidade teria aguardado a chegada do salvador, desde o pecado dos nossos primeiros pais.

O primeiro, o segundo e o quarto domingo são de cor roxa, em referência a prática da penitência, sendo, portanto, um período de penitência e oração. O terceiro domingo de cor rosa, nos faz referência a uma alegria momentânea e passageira, que se deu no anuncio do salvador a Virgem Maria. Não estamos ainda na alegria definitiva do nascimento do salvador, mas de uma expectativa, que nos alegra e nos faz provar antecipadamente a felicidade deste grande mistério que nos aguarda.

Espiritualidade e teologia do advento

A teologia e espiritualidade do advento nos faz refletir sobre a primeira vinda de Cristo, concomitantemente, nos faz meditar também sobre a sua segunda vinda gloriosa. O mistério da encarnação do Verbo de Deus nas entranhas da Virgem Maria, por meio de uma união hipostática, entre a natureza humana com a divina, sem que uma anule ou sobressaia a outra. Tudo operado por meio do Divino Espírito Santo. Pois, para Deus nada é impossível (Lucas 1, 37).

O Verbo divino se fez carne, humilhando-se ao se tornar uma das suas criaturas, vindo até o homem para lhe transmitir a salvação e a vida eterna. Dessa forma, podemos compreender a grandiosidade deste mistério para nós. Pois o Criador não precisava enviar o seu Filho até nós, mas como nos diz São Paulo:

Aquele que não poupou seu próprio Filho, mas que por todos nós o entregou, como não nos dará também com ele todas as coisas? (Romanos 8, 32)

Grandioso é este mistério de amor do Pai, que nos deu o próprio Filho para que fôssemos salvos. Por isso a festa do Natal e do advento é inundada de alegria e júbilo. Portanto, o tempo do advento é um tempo de renovarmos as nossas esperanças e buscarmos uma conversão. Pois, ainda aguardamos a sua vinda gloriosa no qual virá para julgar todas as nações.

Comentários