Nossa Senhora do Sábado: Nossa Senhora de Altötting (Alemanha)


A imagem da Virgem Negra de Altötting chegou em sua capela na Bavária por volta do século XIV. Foi esculpida com madeira em Borgonha ou no Alto Reno. Alguns historiadores presumem que fora confeccionada entre os séculos XIII e XIV. Entretanto, não se sabe a autoria da veneranda imagem da Virgem negra da Bavária nem a data exata da sua confecção.

No ano de 1489, conta a tradição da localidade, que uma criança de três anos caiu nas águas do rio Mörnbach. Seu corpo fora retirado com aspectos de morte por afogamento das águas. Sua mãe muito aflita, levou o corpo do menino para o altar da capela dedicada a Virgem Maria.  Após fervorosas orações com os devotos que estavam presentes,  o menino voltou a vida. Esta história logo se espalhou atraindo inúmeros fieis para pedir graças a Virgem Santíssima.

Atribuem a sua coloração enegrecida a fumaça dos incensos e das velas dos devotos. A mesma possui 64 cm de altura e é adornada com placas de prata. Atualmente se encontra na Santa Capela, onde é venerada pelos fiéis. As peregrinações iniciaram com força no século XV, período de grande crise na Igreja do ocidente. 

Conta-se que durante a segunda Guerra mundial, os alemãs fugindo dos norte-americanos, se refugiaram no convento de Altötting. O exercito dos Estados Unidos ameaçaram destruir o convento com a capela, caso as luzes não fossem acesas. Um peregrino corajoso fez este serviço, afim de evitar a destruição do convento e da capela, porém pagando com sua própria vida pela sua corajosa ação. 

Os papas João Paulo II e Bento XVI já estiveram no santuário de Altötting, sendo que o anel papal de Bento se encontra adornando o cetro real da Virgem negra da Bavária. O convento de Nossa Senhora de Altötting pertence a ordem dos redentoristas, que vieram ao Brasil para cuidar da devoção a Nossa Senhora da Conceição Aparecida no século XIX.

Fonte: Wikipédia Alemã e livro Aparecida - Autor: Rodrigo Alvarez

Comentários