06 de Fevereiro - São Tito, Bispo e Confessor


Tito era um pagão (Atos 18.7) provavelmente em Gortyna, Creta. Convertido por São Paulo foi um companheiro de Paulo  para o qual dirigiu uma de suas cartas.Era o preferido de Paulo que refere-se a Titus com “meu  verdadeiro filho em nossa fé comum”. Não mencionado nos “Atos dos Apóstolos” ele por outro lado foi muito mencionado no “Galatians” (2:1) onde Paulo  escreve  de sua jornada a Jerusalém com Barrabás e acompanhado de Titus.

Ele era uma espécie de secretário de Paulo e viajou com ele  ao Consílho de Jerusalém onde Paulo recusou a permitir que ele fosse circuncidado.

Ele foi mais tarde enviado por Paulo para Corintho, Grécia ( 2 Cor 8:6,16-19,23) onde ele, com sucesso,  reconciliou os cristãos com Paulo, seu fundador. Tito foi mais tarde deixado na ilha de Creta para organizar a Igreja por lá mas pouco  tempo depois ele foi para a Croácia (como escrito em 2 Tim 4:10). De acordo com o historiador Euzébio da Caesarea na “Historia Eclesiástica” ele ordenado por São Paulo como o primeiro Bispo de Creta. Lá serviu por vários anos e faleceu já velho, de causas naturais, em 96DC e foi  enterrado em Cortyna. Sua cabeça foi, mas tarde, trasladada para Veneza, durante a invasão de Creta  pelos Sarracenos em 832 e foi colocada no santuário de São Marcos em Veneza, Itália.
Os gregos e os sírios continuam celebrando a sua  festa no dia 25 de Agosto.
De acordo com a Martirologia Romana a sua festa era  inicialmente celebrada no dia 4 de janeiro e em 6 de fevereiro desde o tempo de Pio  IX, até a revisão geral do calendário em 1969/70.

Os “Atos de Titus” que não muito confiáveis, foram supostamente escritos por Zenas, o advogado (Titus 3:13), e diz que Titus era um descendente real nascido em Creta e foi para a Judéia na idade de 20 anos após receber um comando divino. Neste mesmo “Atos” ele é mencionado como canhoto.
Outras fontes nada confiáveis, mencionam que ele teria nascido em Iconium ou em Corinto.

Na arte litúrgica da Igreja ele é mostrado: 1)com a cabeça descoberta com o cajado  pastoral; ou 2) com um brilhante e sedutor sorriso. Ainda é mostrado: 3) como  um bispo com uma palma, com o leão de São Marcos e com as palavras “Província Candiae” acima de sua cabeça e 4) com raios emanando de sua cabeça.
É invocado como padroeiro dos livres pensadores  e protetor dos canhotos.

Fonte: Cade meu Santo

Comentários