Nossa Senhora do Sábado: Nossa Senhora da Luz

Na época das grandes viagens marítimas, para a conquista da África, surgiu a devoção a Nossa Senhora da Luz, em Portugal. Ela começou em 1453, com Pedro Martins, nascido em Carmide, uma aldeia perto de Lisboa. Diz a tradição que ele trabalhava na pequena propriedade herdada por sua mulher, quando foi raptado por piratas muçulmanos, que às vezes invadiam as terras cristãs.

Desde então a população de Carmide presenciou, durante trinta dias seguidos, a aparição de uma estranha luz sobre a fonte do Machado. Enquanto isso, Pedro Martins aguardava na prisão africana, o pagamento do resgate pedido à sua família, pelos piratas infiéis. Mas ele sabia que eles não receberiam nada, pois era muito pobre. Não teve dúvida, começou a rezar pela ajuda e intercessão da Virgem Maria, amparo dos aflitos, da qual era fiel devoto.

Em suas preces pedia para sair daquele lugar e voltar para sua família, em Carmide. A partir de então, Nossa Senhora passou a lhe aparecer em sonho durante trinta dias seguidos. No último sonho, Ela o avisou que no dia seguinte acordaria na sua aldeia. Mas ainda lhe disse que teria de procurar uma imagem escondida num local que seria sinalizado por uma luz, onde depois deveria erguer uma capela.

Tudo aconteceu como Nossa Senhora dissera. Pedro encontrou a imagem perto da fonte do Machado onde a estranha luz aparecera, e essa notícia logo se espalhou. O povo passou a invocar a imagem com o título de Nossa senhora da Luz. Enquanto Pedro obteve permissão do Bispo de Lisboa, para erguer uma capela no local onde encontrara a imagem. Mais tarde a capela foi reformada e se tornou um belíssimo templo, inaugurado oficialmente em 1596.

A festa de Nossa Senhora da Luz é celerada no dia 08 de setembro. No Brasil, a primeira capela dedicada à Ela foi construída em 1580, no bairro do Ipiranga, na cidade de São Paulo. Essa igreja foi citada em várias cartas do Padre José de Anchieta. Porém, em 1603 a capela foi transferida para o atual bairro da Luz. Depois ao lado da igreja foi construído o Convento das religiosas do Recolhimento da Luz. Hoje a igreja e o convento são patrimônios tombados e abriga o Museu de Arte Sacra de São Paulo que conserva a mais antiga imagem de Nossa Senhora da Luz, dentre outras relíquias.


Fonte: Paulinas

Comentários