2 de Julho - FESTA DA VISITAÇÃO DE NOSSA SENHORA


Depois do Anjo anunciar a Virgem Santíssima que seria a Mãe de Deus e que sua prima Isabel estara para dar a luz, María Santíssima dirigiu-se ao Hebrom onde sua prima habitava. É o Mistério da Visitação que a Santa Igreja Recorda logo a seguir a oitava do natal de São João Batista. No Advento a Sexta-feira das Têmporas recorda-nos este mistério, e aqui a Santa Igreja quere também aproximar a memória do precursor de Jesus e da de Maria. Mistério de Santificação e de paz. Maria Vistia Isabel e Jesus Visita João para o Santificar. O precursor exulta de alegria no ventre da mãe, que iluminada pelo Espírito Santo, saúda a prima e proclama "És bendita entre todas as mulheres e bendito o fruto do seu Ventre. Que mereceço para que venha até a mim a Mãe do Meus Senhor?". E a Virgem Mãe de Deus, que traz no seio o autor de todas as coisas entoa o cantico sublime: O Magnificat!

Leitura da Epístola:

Leitura do Livro da Sabedoria (Cântico dos Cânticos). - Oh, esta é a voz do meu amado! Ei-lo que aí vem, saltando sobre os montes, pulando sobre as colinas. Meu amado é como a gazela e como um cervozinho. Ei-lo atrás de nossa parede. Olho pela janela, espreito pelas grades. Meu bem-amado disse-me: Levanta-te, minha amiga, vem, formosa minha. Eis que o inverno passou, cessaram e desapareceram as chuvas. Apareceram as flores na nossa terra, voltou o tempo das canções. Em nossas terras já se ouve a voz da rola. A figueira já começa a dar os seus figos, e a vinha em flor exala o seu perfume; levanta-te, minha amada, formosa minha, e vem. Minha pomba, oculta nas fendas do rochedo, e nos abrigos das rochas escarpadas, mostra-me o teu rosto, faze-me ouvir a tua voz. Tua voz é tão doce, e delicado teu rosto!

Evangelho da Festa

Leitura do Santo Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo Segundo São Lucas: Naquele dias, Maria se levantou e foi às pressas às montanhas, a uma cidade de Judá.
Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel. Ora, apenas Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança estremeceu no seu seio; e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. E exclamou em alta voz: Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre. Donde me vem esta honra de vir a mim a mãe de meu Senhor? Pois assim que a voz de tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança estremeceu de alegria no meu seio. Bem-aventurada és tu que creste, pois se hão de cumprir as coisas que da parte do Senhor te foram ditas! E Maria disse: Minha alma glorifica ao Senhor, meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salvador.

Lefebvre, Dom Gaspar. Missal Quotidiano e Vesperal. Bruges, Bélgica; Abadia de S. André, 1960.

Comentários