quarta-feira, 13 de junho de 2012

Catecismo Romano: Revisão da primeira parte do Catecismo (O Credo) V

CAPÍTULO VI

Do quinto artigo do “Credo”

“No dia seguinte, isto é, depois da sexta-feira, os sumos sacerdotes e os fariseus foram a Pilatos e disseram: “Senhor, lembramo-nos de que aquele impostor disse em vida: ‘Depois de três dias ressuscitarei’. Manda, pois, guardar o sepulcro até o terceiro dia para não acontecer que os seus discípulos venham roubar o corpo e digam ao povo: ‘Ele ressuscitou dos mortos’. E esta última
impostura será pior do que a primeira”. Pilatos lhes disse: “Vós tendes a guarda. Ide e guardai-o como bem entendeis”. Eles foram e puseram guarda ao sepulcro depois de selarem a pedra.
Passado o sábado, ao amanhecer do primeiro dia da semana, Maria Madalena e a outra Maria foram ver o sepulcro. Subitamente houve um grande terremoto, pois um anjo do Senhor desceu do céu, aproximou-se, rolou a pedra do sepulcro e sentou-se nela. O seu aspecto era como o de um relâmpago e sua veste, branca como a neve. Paralisados de medo, os guardas ficaram como mortos. O anjo, dirigindo-se às mulheres, disse: “Não tenhais medo. Sei que procurais Jesus, o crucificado. Ele não está aqui! Ressuscitou conforme tinha dito. Vinde ver o lugar onde estava. Ide logo dizer a
seus discípulos que ele ressuscitou dos mortos e que vai à frente de vós para a Galiléia. Lá o vereis. Eis o que eu tinha a dizer”. Jesus aparece às mulheres. Afastando-se logo do túmulo,
cheias de temor e grande alegria, correram para dar a notícia aos discípulos. De repente, Jesus saiu ao encontro delas e disse-lhes: “Salve!” Elas se aproximaram, abraçaram-lhe os pés e se prostraram diante dele. Disse-lhes então Jesus: “Não tenhais medo! Ide dizer a meus irmãos que se dirijam à Galiléia e lá me verão”. Mt 27, 62-66; 28, 1-10.

114) Que nos ensina o quinto artigo do Credo: desceu aos infernos, ao terceiro dia ressurgiu dos mortos?
O quinto artigo tio Credo ensina-nos que a alma de Jesus Cristo, assim que se separou do corpo, foi ao Limbo e que, tio terceiro dia, se uniu de novo ao corpo, parti nunca mais dele se separar.

115) Que se entende aqui por inferno?
Por inferno entende-se aqui o Limbo, isto é, aquele lugar onde estavam as almas dos justos, esperando ti redenção de Jesus Cristo.

116) Por que as almas dos justos não foram introduzidas no Paraíso antes da morte de Jesus Cristo?
As almas dos justos não foram introduzidas no Paraíso antes da morte de Jesus Cristo, porque pelo pecado de Adão o Paraíso estava fechado; e convinha que Jesus Cristo, cuja morte o reabriu, fosse o primeiro ti entrar nele.

117) Por que Jesus Cristo quis esperar até ao terceiro dia para ressuscitar?
Jesus Cristo quis demorar até tio terceiro dia para ressuscitar, para mostrar de modo insofismável, que verdadeiramente tinha morrido.

118) Foi a ressurreição de Jesus Cristo semelhante à dos outros homens ressuscitados?
A ressurreição de Jesus Cristo não foi semelhante à dos outros homens ressuscitados, porque Jesus Cristo ressuscitou por virtude própria, e os outros foram ressuscitados por virtude de Deus.

CAPÍTULO VII

Do sexto artigo do “Credo”
Os que prenderam Jesus levaram-no a Caifás, o Sumo Sacerdote, onde os escribas e anciãos se haviam reunido. Pedro o seguiu de longe até o pátio do Sumo Sacerdote. Entrou ali e sentou-se
junto com os guardas para ver como ia terminar. Os sumos sacerdotes e todo o Sinédrio procuravam falsos testemunhos contra Jesus para condená-lo à morte. Mas não os encontraram, embora
muitas testemunhas falsas se tivessem apresentado. Finalmente apresentaram-se duas testemunhas que disseram: “Este homem falou: ‘Posso destruir o Santuário de Deus e em três dias reconstruílo’”. Então o Sumo Sacerdote levantou-se e perguntou: “Nada respondes ao que estes depõem contra ti?” Jesus, porém, permanecia calado. O Sumo Sacerdote lhe disse: “Conjuro-te pelo Deus vivo: dize-nos se tu és o Cristo, o Filho de Deus”. Jesus respondeu-lhe: “Tu o disseste. Entretanto eu vos digo: Um dia vereis o Filho do homem sentado à direita do Todo-poderoso, vindo sobre as nuvens do céu”. Então o Sumo Sacerdote rasgou as vestes e disse: “Blasfemou! Que necessidade temos de mais testemunhas? Acabais de ouvir a blasfêmia. O que vos parece?” Eles responderam: “É réu de morte”. Então começaram a cuspir-lhe no rosto e a dar-lhe bofetadas, e outros a ferir-lhe o rosto ; e diziam: “Adivinha, ó Cristo, quem foi quete bateu?” (Mt 7, 57-68)


119) Que nos ensina o sexto artigo do Credo: subiu ao Céu, está sentado à direita de Deus Padre todo-poderoso?
O sexto artigo do Credo ensina-nos que Jesus quarenta dias depois da sua ressurreição na presença dos seus discípulos, subiu por Si mesmo tio Céu e que sendo, enquanto Deus, igual tio Padre Eterno na Glória, enquanto homem, foi elevado acima de todos os Anjos e de todos os Santos, e constituído Senhor de todas as coisas.

120) Por que Jesus Cristo, depois da sua ressurreição, esteve quarenta dias na terra, antes de subir ao Céu?
Jesus Cristo, depois da sua ressurreição, esteve quarenta dias na terra, antes de subir tio Céu, para provar, com várias aparições, que ressuscitara verdadeiramente, e para instruir melhor os Apóstolos e confirmá-los nas verdades da fé.

121) Por que Jesus Cristo subiu ao Céu?
Jesus Cristo subiu tio Céu:

1) para tomar posse do seu reino, que havia merecido com sua morte;
2) para preparar o nosso lugar na glória, e para ver nosso Mediador e Advogado junto do Padre Eterno;
3) para enviar o Espírito Santo aos seus Apóstolos.

122) Por que se diz de Jesus Cristo que subiu ao Céu, e de sua Mãe Santíssima se diz que foi levada para o Céu?
Diz-se de Jesus Cristo que subiu, e de sua Mãe Santíssima que foi levada ao Céu, porque Jesus Cristo, sendo Homem-Deus, subiu ao Céu por virtude própria; mas sua Mãe, que era criatura, embora a mais digna de todas, foi levada tio Céu por virtude de Deus.

123) Explicai as palavras: Está sentado à direita de Deus Padre todo-poderoso. As palavras está sentado significam ti posse pacífica que Jesus Cristo tem da sua glória, o as palavras à direita de Deus Padre todo-poderoso exprimem que Ele, tem o lugar de honra sobre todas as criaturas.


(Fonte: Terceiro Catecismo da doutrina cristã - São Pio X)

Nenhum comentário: