quinta-feira, 13 de outubro de 2011

13 de Outubro, aniversário da última aparição de Nossa Senhora em Fátima

Como das outras aparições, os videntes notaram o reflexo de uma luz e, em seguida, Nossa Senhora sobre a castanheira:
Lúcia: "Que é que Vossemecê quer?"
Nossa Senhora: "Quero dizer-te que façam aqui uma capela em minha honra, que sou a Senhora do Rosário, que continuem a sempre rezar o terço todos os dias. A guerra vai acabar e os militantes em breve voltarão para suas casas".
Lúcia: "Eu tinha muitas para lhe pedir. Se curava alguns doentes e se curava alguns pecadores..."
Nossa Senhora: "Uns sim outros não. É preciso que se emendem, que peçam perdão dos seus pecados". E tomando um aspecto mais triste: "Não ofendam mais a Deus Nosso Senhor que já está mais que ofendido".
Em seguida abrindo as mãos, Nossa Senhora fê-las refletir no Sol, e enquanto se elevava, continuava o reflexo de sua própria luz a projetar sobre o Sol.
Lúcia neste mesmo momento exclamou: "Olhem para o Sol!"
Desaparecida Nossa Senhora na imensa distância do firmamento, desenrolaram-se aos olhos dos videntes, três quadros, sucessivamente, simbolizando primeiro os mistérios gozosos do rosário, depois os dolorosos e por fim os gloriosos (apenas Lúcia viu os três quadros, Jacinta e Francisco viram apenas os primeiro).
Apareceram ao lado do Sol, São José com o menino Jesus, e Nossa Senhora do Rosário. Era a Sagrada Família. A Virgem estava vestida de branco, com um manto azul. São José estava vestido de branco e o Menino Jesus estava de Vermelho.
Então aconteceu o sinal prometido, o sol extraordinariamente brilhante, mas não a ponto de cegar. O sol começou a girar sobre si mesmo, projetando em todas as direções feixes de luz de todas as cores que refletiam-se e coloravam as nuvens, o céu, as árvores, a multidão. Parou por certo tempo e depois recomeçou, como antes, girando sobre si mesmo. De repente parecia que se destacava do céu para precipitar-se sobre a multidão que assistia aterrorizada, caia de joelhos e invocava misericórdia. No entanto as crianças viram ao lado do sol Nossa Senhora vestida de branco com o manto azul e São José com o Menino que abençoava o mundo. Depois desta visão, viram O Senhor que abençoava o mundo, com Nossa Senhora das Dores a seu lado. Desaparecida esta visão, viram Nossa Senhora do Carmo. Terminado o milagre as pessoas se deram conta de terem tido suas roupas completamente secas.

(Fonte: O Segredo de Fátima - Congregação para a doutrina da Fé - Paulinas Editora - 2000)

Nenhum comentário: