sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Novena em honra de Nossa Senhora da Conceição Aparecida: 3º dia A Libertação do Escravo

Um dos milagres mais marcantes que ocorreu em Aparecida e é atribuído a Nossa Senhora, fora a libertação de um escravo em 1790, quando na região crescia a cultura da cana-de-açúcar. O nome do escravo era Zacarias, que não agüentando mais os castigos impostos por seus senhores fugira rumo à liberdade. O escravo foi perseguido pelos capitães-do-mato e por cães. Quando o escravo passava pela capela de Nossa Senhora Aparecida, ele entrou na capela e ajoelhou-se diante da veneranda imagem. Levantou os braços, em um gesto suplicante, pedira a Senhora que se compadecesse dele. No mesmo instante as correntes que o prendia, caiu, deixando-o livre. Numerosos presentes exclamaram: "Milagre! Milagre! Milagre!"

Oração: Ó Senhora Aparecida, vós que intercedeste pelo escravo fugido que confiou a ti a graça do perdão e da liberdade, fazei que nós livres da escravidão do pecado nos tornemos dignos do perdão de Cristo. Amém.

Pai-Nosso, Ave-Maria-Glória-ao-Pai...

Consagração à Nossa Senhora Aparecida:

Ó Maria Santíssima, que em vossa Imagem milagrosa de Aparecida espalhais inúmeros benefícios sobre o Brasil, eu, embora indigno de pertencer ao número dos vossos servos, mas desejando participar dos benefícios da vossa misericórdia, prostrado a vossos pés, consagro-vos o entendimento, para que sempre pense no amor que mereceis. Consagro-vos a língua, para que sempre vos louve e propague a vossa devoção. Consagro-vos o coração, para que, depois de Deus, vos ame sobre todas as coisas. Recebei-nos, ó Rainha incomparável, no ditoso número dos vossos servos. Acolhei-nos debaixo da vossa proteção. Socorrei-nos em nossas necessidades espirituais e temporais e, sobretudo, na hora da nossa morte. Abençoai-nos, ó Mãe Celestial, e com vossa poderosa intercessão fortalecei-nos em nossa fraqueza, a fim de que, servindo-vos fielmente nesta vida, possamos louvar-vos, amar-vos e render-vos graças no céu, por toda eternidade. Assim seja.

Nenhum comentário: