Novena em honra de Nossa Senhora da Conceição Aparecida: 2º dia O milagre das velas


Todos os sábados um grupo de devotos se reuniam para rezar o Santo Rosário diante da imagem milagrosa de Nossa Senhora Aparecida, na casa de Atanásio, filho de Felipe Pedroso. Antes de entrar, tiveram um breve desentendimento em relação à imagem da Virgem morena.

A noite estava tranquila e serena. Ao iniciar o terço as velas num breve momento se apagaram, deixando todos na escuridão. Dona Silvana, que presidia a oração, pediu calma aos devotos presentes e se dirigiu ao oratório da Virgem para acender as velas. Ao dar alguns passos as velas se acenderam sozinhas. Todos ficaram atônitos e admirados com o ocorrido. A partir daí então as velas se acenderam e apagaram várias vezes seguidas como se fosse um farol. Os presentes ficaram comovidos e começaram a pedir perdão dos pecados e invocar a proteção da Virgem.

Oração: Senhora Aparecida, vós que sois a lua que reflete a luz do sol para orientar os que estão nas trevas do pecado. Concedei-nos por vossa piedosa intercessão, que nossos corações estejam abertos para acolher a luz que vós refleti e que vem do próprio Cristo Senhor. Amém.

Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória-ao-Pai...


Consagração a Nossa Senhora Aparecida:


Ó Maria Santíssima, que em vossa Imagem milagrosa de Aparecida espalhais inúmeros benefícios sobre o Brasil, eu, embora indigno de pertencer ao número dos vossos servos, mas desejando participar dos benefícios da vossa misericórdia, prostrado a vossos pés, consagro-vos o entendimento, para que sempre pense no amor que mereceis. Consagro-vos a língua, para que sempre vos louve e propague a vossa devoção. Consagro-vos o coração, para que, depois de Deus, vos ame sobre todas as coisas. Recebei-nos, ó Rainha incomparável, no ditoso número dos vossos servos. Acolhei-nos debaixo da vossa proteção. Socorrei-nos em nossas necessidades espirituais e temporais e, sobretudo, na hora da nossa morte. Abençoai-nos, ó Mãe Celestial, e com vossa poderosa intercessão fortalecei-nos em nossa fraqueza, a fim de que, servindo-vos fielmente nesta vida, possamos louvar-vos, amar-vos e render-vos graças no céu, por toda eternidade. Assim seja.

Comentários