Domingo depois da Ascensão: "O consolador que vos enviarei da parte do Pai, é o Espírito de verdade que procede do Pai" (Ev.)







Postado por Elias, O Profeta

Este domingo prepara-nos para a festa de Pentecostes. Antes de subir ao céu, o Senhor prometera aos apóstolos que os não deixaria sós, mas lhes enviaria o Espírito Santo consolador que os havia de acompanhar em todas as dificuldades e contingências até a consumação dos tempos. O evangelho dos domingos seguintes recorda-nos todas essas promessas do Senhor, como para recolher o sentido profundo da missão do paráclito. Lembremo-nos no entanto, em conformidade com a doutrina exposta noutro lugar, que é sempre o espírito de Jesus que fecunda e governa a Igreja, que nos santifica e introduz pela graça no seio vivo e vivificante das três pessoas divinas. Preparemo-nos, pois, para a festa integrando-nos no sentimento de fé e de esperança que animava os apóstolos reunidos no cenáculo e peçamos ao Senhor que assegure à santa Igreja a presença e a ação renovadora do seu Espírito, que a santifica e vivifica.

Epístola

Leitura da Epístola de São Pedro Apóstolo (IPedro 4, 7-11). Caríssimos: Sede, portanto, prudentes e vigiai na oração. Antes de tudo, mantende entre vós uma ardente caridade, porque a caridade cobre a multidão dos pecados (Pr 10,12). Exercei a hospitalidade uns para com os outros, sem murmuração. Como bons dispensadores das diversas graças de Deus, cada um de vós ponha à disposição dos outros o dom que recebeu: a palavra, para anunciar as mensagens de Deus; um ministério, para exercê-lo com uma força divina, a fim de que em todas as coisas Deus seja glorificado por Jesus Cristo. A ele seja dada a glória e o poder por toda a eternidade! Amém.
Evangelho de Domingo:

Continuação do Santo Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João (15, 26-27 e 16, 1-4): Naquele Tempo: Disse Jesus a seus discípulos: Quando vier o Paráclito, que vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da Verdade, que procede do Pai, ele dará testemunho de mim. Também vós dareis testemunho, porque estais comigo desde o princípio Disse-vos essas coisas para vos preservar de alguma queda. Expulsar-vos-ão das sinagogas, e virá a hora em que todo aquele que vos tirar a vida julgará prestar culto a Deus. Procederão deste modo porque não conheceram o Pai, nem a mim. Disse-vos, porém, essas palavras para que, quando chegar a hora, vos lembreis de que vo-lo anunciei. E não vo-las disse desde o princípio, porque estava convosco.


Lefebvre, Dom Gaspar. Missal Quotidiano e Vesperal. Bruges, Bélgica; Abadia de S. André, 1960

Comentários