sábado, 17 de setembro de 2011

17 de Setembro - Sagradas Chagas de São Francisco de Assis

Dois anos antes de morrer, São Francisco retirou-se para as solidões do Monte Alverne e começou aí um jejum de quarenta dias em honra do Arcanjo São Miguel. No mei das Vigílias e das santas orações, a que se dera, viu o santo, um dia, um serafim de asas flamejantes com os pés e as mãos cravados numa cruz. Sabendo que era um sofrimento incompatível com o estado glorioso dos espíritos angélicos, compreendeu que esta aparição se referia nesta visão e ue por um místico abrasamento do amor de Deus havia de participar de modo particular dos sofrimentos de Jesus. E para que este amor sacrificado nos podesse servir de exemplo formaram-se nos pés e nas mãos e no lado as cincos chagas semelhantes as de Jesus. A chaga do lado corria sangue. Estes estigmas foram por muitos contestados, a ponto de Bento XI mandar que a todos os anos celebrar a memória do fato e Paulo V, para reascender nos fiéis o amor da Cruz, estendeu esta festa a Igreja Universal.

Lefebvre, Dom Gaspar. Missal Quotidiano e Vesperal. Bruges, Bélgica; Abadia de S. André, 1960.

Nenhum comentário: